Desafios e opções da migração do Windows Server 2003 - Parte 1

No dia 14 de julho de 2015, a Microsoft encerrará o suporte para todas as versões do Windows Server 2003. Isso significa que, a partir dessa data, a Microsoft não fornecerá mais suporte, patches de segurança ou atualizações de software para esse produto.

Quais são os riscos de continuar a executar o Windows Server 2003 após o encerramento do suporte?

A continuação da execução do Windows Server 2003 após 14 de julho não só deixará sua rede exposta a sérias vulnerabilidades de segurança, mas haverá também a possibilidade de ocorrerem problemas de instabilidade do sistema, devido a incompatibilidades com hardware e software mais novos. Você poderá ainda enfrentar problemas de conformidade com os padrões de segurança do Health Insurance Portability and Accountability Act (HIPAA), Payment Card Industry (PCI) e outras regulamentações do setor.

Algumas empresas têm aplicativos personalizados que oferecem suporte às funções críticas da empresa com base na estrutura do Windows Server 2003, e esses aplicativos poderão não funcionar em uma plataforma de sistema operacional mais recente. O problema nesse caso é que a maioria das empresas não conta com um plano para migrar essas cargas de trabalho para um aplicativo diferente. Porém, esse risco torna-se irrelevante quando comparado ao custo e aos recursos que precisarão ser usados para manter e proteger uma plataforma obsoleta.

DiscoverAssessDefineMigrate.png

Caso a decisão seja continuar com a execução do Windows Server 2003, quais são as opções?

A primeira opção é não fazer nada. No entanto, isso deixará a rede facilmente exposta a ameaças e ataques, uma vez que os hackers geralmente procuram vulnerabilidades a serem exploradas em um software obsoleto. Com o passar do tempo, as instalações do Windows Server 2003 se tornarão um alvo bastante atraente, uma vez que passarão a representar um sistema com uma segurança mínima.

Além de apresentarem uma grande área para ataques, há também vários problemas técnicos que o administrador do servidor deverá resolver. O Windows Server 2003 foi lançado há mais de uma década, e as arquiteturas de TI evoluíram significativamente desde então.

O Windows Server 2003 é executado somente no modo de 32 bits, o que significa que não é compatível com os modos de 64 bits mais novos e, portanto, não podem utilizar software e hardware mais modernos e atualizados para ajudar a acelerar o desempenho.

Como resultado, os custos das operações do servidor na estrutura de TI ficarão mais altos e a rede ficará extremamente exposta às ameaças emergentes.

E o uso de soluções de suporte personalizadas?

Apesar de essa opção ajudar a proteger contra ameaças conhecidas com alta prioridade, ela não protege contra novas ameaças emergentes, como as vulnerabilidades de dia zero. Além da proteção insuficiente, os contratos de suporte personalizados adicionarão um custo significativo aos custos já bastante altos da manutenção de um servidor obsoleto.

Por sorte, essas não são as suas únicas opções. Nesta série, formada por três partes, exploraremos as outras opções disponíveis, desde melhores opções para proteger o servidor até a migração completa dos sistemas legados.

Saiba mais aqui: página inicial da migração W2K3: http://go.symantec.com/2003migration